1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer
Last Update:
General update: 07-06-2022 21:41

Espalhe por ai:

FacebookTwitterYoutubeLinkedin

Lincoln Reis consegue duas funcionárias para iniciar amanhã no Rubens Lara e Cyro Athaíde

Após intermediação do vereador Lincoln Reis (PR) junto à subprefeitura dos Morros, mais duas funcionárias serão contratadas para trabalhar no refeitório das UMEs Deputado Rubens Lara e Cyro de Athaíde Carneiro, a partir de amanhã (quinta-feira 08/03).
Na tarde desta quarta-feira (07/03) o vereador esteve pessoalmente nas unidades escolares para conversar com as diretoras das escolas, Maria Adelaide Gomes Barros e Virgínia Maria Mendes, e confirmou que além das duas novas merendeiras nomeadas pela SEDUC , ele conseguiu que duas funcionárias da subprefeitura também fossem indicadas para trabalhar nas escolas e ajudar a normalizar a situação definitivamente.
“São mais de 900 refeições servidas diariamente, é necessário no mínimo seis pessoas e é pra isso que estamos trabalhando. Sabemos que muitas crianças vêm pra escola esperando essa alimentação, não podemos deixar que fiquem por mais tempo nesse sofrimento de um dia ter a alimentação adequada e no outro não”, explicou o parlamentar.
SEDUC
Na terça-feira (06/03) Lincoln Reis conversou com o secretário de Educação Carlos Motta, sobre as manifestações através das redes sociais e da demanda de pais pedindo melhorias o quanto antes, o mesmo informou que duas merendeiras foram nomeadas para trabalhar no local e iniciariam na próxima quinta-feira (08/03).
Mas ciente da necessidade e por entender que apenas essas funcionárias não resolveriam por completo o problema, o vereador entrou em contato com o subprefeito dos Morros Luz Bezzi Pasquarelli, solicitando a liberação de mais duas funcionárias da subprefeitura para trabalharem no local. De acordo com o subprefeito essas funcionárias iniciam o trabalho na próxima quarta-feira (14/03).
Fome não espera
Durante a reunião a diretora Maria Adelaide explicou mais uma vez a situação de falta de funcionários e que só tomou a atitude de suspender as refeições e manter o lanche seco, porque atualmente das seis funcionárias contratadas, três merendeiras estão de licença médica, sendo que uma ainda está de licença maternidade e que nesse período está trabalhando com três merendeiras, sendo uma emprestada, e que as mesmas não estão conseguindo dar conta da merenda.
Por isso o parlamentar mais uma vez solicitou que fosse liberado em caso emergencial duas funcionárias para que iniciem amanhã nas escolas. “Essa situação não pode persistir mais um dia, quanto mais uma semana, por isso pedi que o subprefeito emprestasse duas funcionárias emergenciais, para iniciarem amanhã e quando os efetivos chegarem na próxima quarta, elas voltam para sua área de trabalho”, finalizou